Quem não quer uma renda extra? Se você está em um momento financeiro difícil ou, na verdade, está muito bem, mas é o tipo de pessoa que deseja sempre melhorar, tornar-se uma revendedora de produtos sensuais pode ser a oportunidade perfeita para você!

Você nunca ouviu falar dessa carreira? Já ouviu falar, mas não sabe muito bem como funciona? Neste artigo, você vai entender por que essa é uma ótima opção profissional e descobrir o passo a passo para alcançar o sucesso nesse caminho!

Por que ser revendedora compensa tanto?

Não importa se você trabalha ou não: em um momento ou outro, deve ter passado pela sua cabeça como é possível ser mais bem-sucedida financeiramente. Mas, na correria do dia a dia, é normal que a rotina passe por cima de alguns planos e você fique confusa sobre como conseguir isso, não é?

Tornar-se uma revendedora é uma ótima opção para alcançar a independência financeira! No trabalho, na vizinhança, no grupo de amigos, todo mundo conhece alguém que revende produtos, como cosméticos ou utensílios para a casa. Pode ser até que você mesma já seja revendedora de algum segmento.

Essa é uma opção tão atrativa porque ela permite que você faça os seus próprios horários, tenha suas próprias metas e adapte a revenda completamente à sua rotina. Se você trabalha oito horas por dia, sem problemas: é possível transformar os próprios colegas de trabalho em clientes ou fazer a revenda entre conhecidos no fim de semana, por exemplo.

Em alguns casos, a revenda pode até se tornar sua única fonte de renda! E melhor: uma fonte de renda que não depende de chefe, em que você comanda seu horário e a quantidade do que precisa vender!

Por que trabalhar com produtos sensuais?

Ok, agora você entendeu por que a revenda é uma alternativa vantajosa para complementar ou sustentar a sua renda. Mas por que, dentre as várias opções de segmentos com que você pode trabalhar, escolheria justamente os produtos sensuais?

Em primeiro lugar, vamos falar sobre negócios. Se você chegou até este ponto do texto, é porque tem um quê de empreendedora, então é importante estar atenta aos números. Lá vão alguns impressionantes, coletados em 2017 pelo respeitado Instituto Statistic Brain:

  • a indústria de produtos sensuais movimenta cerca de 15 bilhões de dólares por ano ao redor do mundo;

  • cerca de 23% dos adultos já utilizaram produtos sensuais durante o sexo, e 20% declaram já ter usado objetos como máscaras, vendas ou cordas;

  • 20% dos homens já utilizaram um vibrador e 44% de mulheres entre 18 e 60 anos já utilizaram um produto sensual — 12% delas se masturbam pelo menos uma vez por semana utilizando um.

Como você pode ver, a demanda por esse tipo de produto é imensa! Mas deixamos o melhor número para o final: sabe qual o lucro uma revendedora de produtos sensuais pode conseguir sobre a revenda? Entre 200% e 300% — ou seja, é possível faturar entre duas e três vezes o preço que pagou pelos produtos!

Os números já estão aí para provar que o mercado dos produtos sensuais é sólido e pode ser muito lucrativo para você. Mas eles também revelam outro aspecto: esse tipo de produto não é mais o tabu que foi um dia, e as pessoas estão cada vez mais dispostas a experimentar o próprio corpo e o prazer.

Ser uma revendedora de produtos sensuais também demanda certa disposição. Não, você não precisa ter experimentado ou sequer ter vontade de experimentar todos os produtos! Mas é muito importante ser uma pessoa que não julga os desejos das outras e compreende que cada um tem vontades e necessidades diferentes.

Se você tem esse perfil, vai conseguir facilmente aliar o ganho financeiro à diversão durante as vendas! Uma experiência comum a muitas revendedoras é exatamente a satisfação em perceber que ajudaram clientes até a melhorar um relacionamento amoroso!

Quais são os passos para se tornar uma revendedora?

Está pronta para começar? Então, agora é a hora de colocar seus planos em ação! Confira os 5 passos essenciais para começar a sua carreira como revendedora de produtos sensuais:

1. Escolha seu fornecedor

Escolher a distribuidora de onde você vai adquirir os produtos é muito importante. Veja alguns pontos que precisa checar antes de escolher a empresa ideal com que trabalhar:

  • a distribuidora oferece flexibilidade no pagamento? Nem sempre, seus clientes vão pagar à vista. Caso queiram dividir o pagamento, é interessante que você também possa dividir a compra com a distribuidora, portanto verifique se ela faz a divisão sem juros no cartão de crédito;

  • o pagamento é seguro? Para que você esteja 100% segura ao executá-lo, o ideal é que a distribuidora terceirize a forma de recebimento e seja parceira de soluções de comércio eletrônico como o B!Cash ou PayU;

  • a entrega é rápida? Principalmente se você for trabalhar com venda sob encomenda, precisa que a distribuidora entregue os produtos rapidamente. E, claro, sempre ajuda se as entregas forem realizadas em embalagens mais discretas, não é?

2. Aprenda sobre os produtos

A variedade de produtos sensuais é muito grande: são cosméticos, acessórios, fantasias e lingeries, livros e muito mais! Evidentemente, é difícil entender a funcionalidade de todos, mas é essencial que você saiba explicá-la com exatidão para os seus clientes. Já pensou se acaba vendendo um gel dessensibilizante no lugar de um gel excitante?

Para entender melhor a funcionalidade de cada produto, você pode conversar com os consultores da sua distribuidora ou utilizar um catálogo que tenha a descrição básica de cada item. E, claro, com o tempo vai perceber de quais produtos os clientes gostam mais e ser capaz de sugerir o item ideal para cada pessoa. No começo, uma alternativa é adquirir um kit com os produtos mais vendidos.

Com o tempo, o ideal é que você mantenha um pequeno estoque consigo, para que possa mostrar os produtos na hora ou, ao menos, entregá-los rapidamente aos clientes.

3. Defina os preços

As melhores distribuidoras dão liberdade para você escolher o preço que vai determinar para cada produto. Mas, no início, é bom contar com um preço sugerido, certo? Aos poucos, você vai perceber o que vale mais a pena: seguir esse preço ou flexibilizá-lo para mais ou para menos.

4. Conheça o seu público

Como mostramos, 23% dos adultos admitem já ter utilizado produtos sensuais. Mas, dentro dessa fatia significativa da população, há uma grande diversidade. Nem sempre, homens vão desejar as mesmas coisas que as mulheres, pessoas homossexuais vão demandar o mesmo que heterossexuais etc.

Você precisa ter empatia com o seu público e entender o que ele realmente deseja. Vale conversar muito — mas seguindo uma dica: mantenha o tom profissional sempre. Lembre-se de que é um trabalho sério!

5. Visualize as oportunidades

Não existe um lugar específico para revender os seus produtos. O horário de intervalo no escritório, uma confraternização de amigos ou a faculdade, por exemplo, são cenários do seu dia a dia que podem se revelar oportunidades preciosas de se aproximar de potenciais clientes.

E, claro, você mesma pode organizar eventos, como chás de lingerie e encontros para demonstração de produtos. Se você ainda não está muito certa sobre como isso funcionaria, dê uma olhada neste treinamento — o sexto de uma série de vídeos explicativos sobre esse mercado.

Ficou animada com a possibilidade de ganhar mais dinheiro trabalhando com flexibilidade e autonomia? Se gostou deste artigo, converse conosco e vamos solucionar qualquer dúvida que você ainda tenha sobre como se tornar uma revendedora de produtos sensuais! Viva com prazer!

 

[uam_ad id=”736″]