Quem nunca ouviu ou repetiu a frase “o que é proibido é mais gostoso” que atire a primeira pedra. Fazer sexo em público pode ser perigoso se você não tomar os devidos cuidados, mas, sendo precavid@ dá pra elevar o prazer às alturas e sair da mesmice.

Vem com a gente pro rala e rola!

Adrenalina e tesão: a díade do sexo em público

Retratado em vários filmes como “Ninfomaníaca” e “Adrenalina”, o sexo em público povoa o imaginário de muita gente. Essa mistura do “proibido” com a emoção de ser pego no flagra é um fetiche muito comum e é capaz de quebrar a rotina de qualquer casal.

Apesar de ser uma experiência excitante e inesquecível, é necessário tomar alguns cuidados antes do “vamos ver” para evitar o infringimento de leis ou exposição vexatória.

De forma geral, é importante que tudo seja feito com uma certa rapidez – assim as chances de serem vistos diminuem; e em local pouco transitado.

Confira nossas sugestões para fazer um sexo em público gostoso e seguro:

Carro

Quem nunca fez, pode começar já! Esse talvez seja o princípio de toda prática do sexo em público: seja depois da balada, durante uma viagem ou mesmo enquanto fogem de um rolê chato. Para aumentar a segurança, é preferível que vocês mantenham o veículo parado, estacionado em uma rua de pouco movimento e durante o período noturno. A chuva ajuda bastante a despistar; e pode até rolar um dirty talk pra colocar vocês no clima.

Mar

Se você não gosta de praia, pode já pular para o próximo item. Se transar embaixo d’água já faz o sexo mais gostoso, imagina com gente ao redor pra aumentar a tensão? Há quem diga ser muito arriscado, mas manter-se um pouco afastado de outros banhistas e dentro de área segura – cobrindo o corpo do peito para baixo com água – já é o suficiente. 

Terraço ou escadarias do prédio

Quem mora em prédio precisa já tentar essas sugestões! Afinal, sex with a view  é para poucos né? E as escadas pouco transitadas podem ser palco para vocês darem um show também. Rapidinho, claro.

Cachoeira

Não tem como a vista ser feia – e a aventura já começa aí. Escolha uma queda de água mais branda e menos acessível e experimente. É quase um sexo no chuveiro, mas com um cenário muito mais bonito! hahaha

Banheiro público ou de avião:

Outra fantasia mega famosa em filmes, séries e afins é a tal da rapidinha no banheiro. Há quem ache anti-higiênico, mas aí é só ter o bom senso de escolher um lugar limpinho, né? Tranque a porta e fique atento aos barulhos externos. No caso de banheiros de avião, evite a demora – pode gerar desconfiança.

Cinema

Não é só nas salas de filmes adultos que a brincadeira pode rolar não! Escolha uma sessão mais vazia e sente-se no lugar mais escuro e afastado possível – como as extremidades superiores da sala. Para não dar alarde, é ideal que a parceira esteja usando uma saia – isso facilitará o processo no dia. 

Lugares abandonados

Aqui o cuidado precisa ser dobrado – normalmente lugares abandonados são refúgios para sem-teto; então fique atento ao movimento lá fora e aos barulhos internos do espaço também. Certifique-se de que o prédio está mesmo abandonado antes de começar qualquer coisa. É possível que neste caso vocês tenham até um tempo maior, então vale explorar mais as zonas erógenas do parceiro ou mesmo usar algum brinquedo para apimentar ainda mais.

No parque/mata

Se você pensou que aquela trilha poderia ser “só pra perder umas calorias caminhando” – enganou-se. Porque não dar asas à imaginação e aproveitar a natureza para dar uns amassos?

Durante o expediente

Essa é para os corajosos. Se você namora um parceir@ do trabalho, porque não convidá-l@polly a se aventurar em sua sala ou mesmo no banheiro do escritório? Usar uma calcinha vibratória já pode ser um aquecimento planejado para essa festinha.

Barco

Não é todo dia que a maioria de nós passeia de barco. Que tal fazer desse evento algo ainda mais especial? No meio de toda aquela água, tem sim como ter privacidade. Aproveite para fazer um oral gostoso e adicione alguns produtinhos para deixar a coisa ainda mais quente.

Confira também nossa primeira matéria sobre o assunto aqui.