Em tempos de crise econômica, muitos brasileiros temem deixar seus empregos para se arriscar em um negócio próprio. Ao mesmo tempo, o salário nem sempre rende o suficiente para pagar as contas e ainda propiciar prazeres, como jantar fora a dois ou realizar aquela viagem dos sonhos.

Nesses casos, para organizar as finanças a solução escolhida é conciliar o emprego fixo com uma atividade que possibilite renda extra, como o sistema de revenda de produtos.

Para ser bem-sucedido, mantendo um emprego formal e um trabalho como revendedor, é preciso seguir algumas regras para organizar suas finanças. Ambos os trabalhos precisam render o suficiente para pagar as contas, investir nos produtos para revenda e, principalmente, gerar lucro.

Por isso, se você se interessou e quer saber mais? Confira nossa dicas abaixo!

1. Planilhe tudo

A planilha é a melhor amiga na hora de organizar as finanças. Quem nunca saiu de casa com dinheiro na carteira e quando voltou não lembrava em que tinha gastado tudo?

Para não chegar ao fim do mês com a perda do controle sobre as finanças, anote cada gasto diário e em pouco tempo você vai perceber hábitos desnecessários que podem ser cortados. Esse dinheiro, inclusive, pode ser redirecionado para investir no seu negócio de revenda. Baixe aqui uma planilha de gastos simples.

2. Liste os gastos essenciais

Essa lista vai te dar uma noção completa do quanto você precisa para viver. Entram nela as contas de luz, água, aluguel, plano de saúde etc.

É essencial que você saiba o mínimo necessário que você deve conseguir para não fechar o mês no vermelho, ou comprometendo as suas reservas financeiras.

3. Defina objetivos

É hora de desengavetar aquele sonho que você nunca conseguiu realizar por falta de grana. Pode ser a compra de um carro ou a viagem dos sonhos.

Calcule o quanto você precisa juntar para realizar esse sonho. Ter essa informação vai motivar você ainda mais ao perceber o que é necessário para alcançar o que deseja.

4. Faça um orçamento

Agora que você já sabe o quanto custa seu sonho, chegou a hora de definir o quanto você pode investir para torná-lo realidade, ou melhor, o quanto você pode investir em seu novo negócio.

Esse valor você pode sair de algo que você notou que gasta sem precisar (lembra da planilha?).

5. Crie planilhas de fluxo de caixa

Regra importante para organizar as finanças quando se tem duas fontes de entrada de dinheiro (o emprego formal e o negócio de revenda): crie planilhas de fluxo de caixa. o SEBRAE disponibiliza uma planilha, para baixar clique aqui.

Por exemplo: o seu emprego pode ser o responsável por pagar as contas, e; o seu negócio de revenda, responsável por realizar seus sonhos. Ao definir o quanto você poderá investir por mês no negócio, crie uma planilha para garantir que você saiba exatamente todo o lucro que está tendo ao mês. Há atividades de revenda que possibilitam uma margem de lucro entre 100% e 400%.

Com esse montante, você tira metade para reinvestir em novos produtos e o restante será para realizar seu sonho. 

Gostou destas dicas para organizar as finanças e quer receber mais informações como estas? Então, aproveite e cadastre-se na nossa newsletter.

 

[uam_ad id=”736″]

Powered by Rock Convert