O que é Dispareunia?

Dispareunia é uma palavra pouco conhecida, mas, é bem comum na vida de muitas mulheres (e homens também). Sendo assim, ela nada mais é do que as dores sentidas durante ou após o sexo.

Em alguns casos, a dor pode ser intensa e aguda, já em outros, a dor pode ser leve e contínua. O que muitos não sabem, é que a dispareunia afeta diretamente não só o sexo, como a qualidade de vida das pessoas.

Que a relação sexual deve ser um momento de entrega e prazer para os envolvidos é fato. Porém, existem mulheres que sentem dor durante e ficam em dúvida sobre isso ser normal ou não. No entanto, saiba que não é normal!

Conheça os sintomas e dores

Como já citado, a dispareunia pode ocorrer em ambos os sexos, porém, a maioria dos casos é em mulheres. Elas se queixam de dores na vagina ou na pelve durante os movimentos do pênis no sexo.

mulher sentada no sofá com as pernas cruzadas, mão na barriga com dor, característica da dispareunia

Além disso, a dispareunia é dividida entre profunda e superficial. A superficial, ou de entrada, se caracteriza pela dor no início do canal vaginal. Já a profunda, ocorre no fundo da vagina, sendo comum em mulheres que tem endometriose, por exemplo.

Desse modo, muitas mulheres relatam as dores em forma de pontada ou queimação. Confira as regiões e situações mais comuns:

  • Dores no início ou durante a penetração, seja através de um pênis, uso de vibradores ou até mesmo absorvente interno
  • Na vulva, ou seja, parte externa da vagina
  • No fundo da vagina, próximo ao útero
  • Logo após o sexo, podendo durar por horas
mulher com as mãos na região do seu órgão genital representando as diferentes dores da dispareunia

Observe se essas dores são acompanhadas de sangramento ou corrimento vaginal, pois pode indicar uma possível infecção. Sendo assim, fique atenta aos sinais do seu corpo!

Além disso, você sabia que existem diferentes tipos de dispareunia? Confira abaixo!

Entenda os 4 tipos de dispareunia

Os tipos de dispareunia são classificados de acordo com a frequência e as situações em nossa vida. Sendo assim, são eles:

1. Dispareunia primária

É primária quando ela ocorre desde a primeira relação sexual e as dores prevalecem desde então.

2. Dispareunia secundária

Consideramos secundária, quando a pessoa já tinha relações sexuais normalmente sem desconforto e passa a sentir dores depois de alguns anos, por exemplo.

3. Situacional

Acontece quando sentimos as dores apenas com determinados parceiros, ou determinadas posições sexuais.

4. Generalizadas

A dispareunia é generalizada quando qualquer tentativa de sexo é acompanhada por dores, independente do prazer e do desejo.

Cada tipo de dor pode apontar uma causa diferente, tanto física quanto psicológica! Veja a seguir

Quais são as causas da dispareunia?

As causas, como dito anteriormente, podem ter origem psicológica ou física.

Confira algumas das causas de origem psicológica que podem desencadear a dor na relação:

  • Abuso sexual
  • Estresse
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Crenças religiosas muito rígidas
  • Baixa autoestima
  • Falta de conhecimento sobre a sexualidade
  • Ausência de desejo sexual

Por outro lado, as causas de origem física podem ser:

  • Infecções vaginais
  • Infecções urinárias
  • Endometriose
  • Doença inflamatória pélvica
  • Infecções sexualmente transmissíveis
  • Menopausa
  • Falta de lubrificação
  • Vulvodínia
  • Vaginismo
  • Entre outros…

Por este motivo, buscar um ginecologista para realizar os devidos tratamentos é, sem sombra de dúvidas, a melhor coisa a se fazer!

Tratamentos para acabar com a dor durante o sexo

Se identificou com os sintomas e causas, mas acha que não tem cura? Fique tranquila(o)!

Na maioria das vezes, a dispareunia tem cura, porém, é preciso entender qual será o tratamento adequado. Afinal, ele sempre é voltado para a causa do problema.

ginecologista mulher conversando com paciente que está sentada na maca

Se a causa da dispareunia provém de uma infecção vaginal, como a candidíase, por exemplo, o tratamento será indicado para tratar os fungos causadores da infecção.

Por outro lado, se a causa for secura vaginal, possivelmente lubrificantes , ou até mesmo reposição hormonal (dependendo do caso), serão indicados.

Quando a causa não provém de problemas físicos, provavelmente o tratamento para a dispareunia envolverá a educação sexual da paciente, exercícios para musculatura pélvica e outros apoios emocionais, sempre variando de acordo com a paciente.

Dor na relação não é normal, busque um ginecologista!

Você sabia que mulheres com dispareunia podem desencadear vaginismo, devido ao medo da dor durante o sexo?

Independente da idade, muitas por medo de magoar o parceiro, continuam transando normalmente mesmo com dor. Isso jamais deve acontecer!

homem e mulher sentados na cama de lados separados. A mulher está triste e de costas pra ele escondendo o desconforto que está sentindo devido a dispareunia

Sendo assim, ao perceber qualquer incômodo, seu parceiro precisa saber. O diálogo é muito importante e serve pra fortalecer a relação.

Afinal, não podemos simplesmente nos acostumar com uma dor ou fingir que ela não existe, pois, isso pode até agravar o caso e prejudicar nossa saúde e fertilidade, além de afetar nossa autoestima, libido e nossas relações íntimas.

Por último, lembre-se: o diagnóstico da dispareunia deve ser dado por um ginecologista ou urologista, portanto, se você se identificou, procure um médico!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Sobre a(o) Autor(a)

Waleviska é empreendedora e proprietária da empresa DSS Distribuidora Sex Shop. Além disso, acredita que quanto mais se fala sobre sexo, mais tabus e dúvidas vão sendo desconstruídos. Pretende ter uma ligação direta com todas as leitoras que queiram entender mais sobre o mundo do prazer.

Você pode gostar também

Outras histórias