Mesmo cercada de tabus, é comprovado que a masturbação é algo saudável tanto para as mulheres, quanto para os homens. Ela permite que o indivíduo tome conhecimento sobre o seu corpo e aprenda a reconhecer seus pontos de prazer. Nesse contexto, o vibrador é o maior aliado da prática — e saber como escolher um vibrador adequado é fundamental para que a atividade se torne ainda mais prazerosa.

As necessidades de cada pessoa diferem muito e, para atendê-las da melhor maneira, existem diversos modelos de vibradores com variadas utilidades. Diante da abundância de produtos, é compreensível que haja dúvidas na hora de selecionar o ideal. Para isso, é preciso considerar uma série de características fundamentais. Continue a leitura para conhecê-las!

Material

É crucial atentar para o material que o vibrador é feito. No geral, eles são compostos por algum tipo de plástico, como ABS, PVC, Jelly, etc. Eles também são divididos em duas categorias distintas: os moles/flexíveis e os duros/inflexíveis.

Apesar de existir essa diferença, os dois modelos são igualmente eficazes. Os mais duros são apenas menos flexíveis que os mais moles, podendo ainda conter um acabamento macio, que dá uma textura aveludada ao material.

Outro ponto que merece atenção é se existem alergias. Assim, antes de comprar o seu brinquedo erótico, consulte um ginecologista para esclarecer esse quesito.

Modelos

Dentre os modelos existentes, quatro deles são mais conhecidos:

Bullet

Conhecidos como mini vibradores, os bullets são cápsulas pequenas que produzem fortes vibrações e são destinados principalmente para a estimulação do clitóris. Disponíveis em versões com e sem fio, sua velocidade pode ser controlada por um botão localizado no próprio corpo.

 

Personal

personal é o modelo mais comum que você deve conhecer para aprender como escolher um vibrador.

Com excelente custo-benefício, tais vibradores são práticos e versáteis, já que permitem o uso tanto para a estimulação do clitóris quanto da vagina. Além disso, também são indicados para praticar exercícios de pompoarismo, essenciais para o fortalecimento do assoalho pélvico.

 

Formato U ou C

Projetado especialmente para os casais, o vibrador em forma de U e C pode ser utilizado sem as mãos, devido ao seu formato curvo.

Uma de suas extremidades fica próxima ao clitóris e a outra é penetrável, além disso, pode ser usado ao mesmo tempo que a penetração com o pênis. Ao ser ligado, suas duas partes vibrarão, proporcionando ótimas sensações de prazer ao casal.

 

Dupla estimulação

O vibrador de dupla estimulação, popularmente conhecido como rabbit, é composto por duas partes funcionais: uma maior, rotativa e vibratória para a estimulação intravaginal e outra menor e vibratória, para a estimulação do clitóris. A intensidade e velocidade das vibrações podem ser controladas por botões localizados em sua base.

 

Vibração

Existem vibradores com frequências de monovelocidade e multivelocidade. Os monovelocidade, como o nome já diz, funcionam em uma única velocidade vibratória. Já os multivelocidade funcionam em diversas velocidades — e até intensidades —vibratórias. Os dois modelos podem ser controlados por botões ou controles manuais. 

Tamanhos

Os tamanhos dos vibradores são divididos entre pequenos (4 a 12 cm), médios (13 a 17 cm) e grandes (+18 cm). O diâmetro também muda de acordo com o modelo, sendo sempre proporcional ao tamanho.

É importante considerar a praticidade e o espaço disponível para guardá-lo na hora de escolher o tamanho do vibrador. Os menores ocupam menos espaço, enquanto os maiores são mais difíceis de guardar.

Movimento

Por último, mas não menos importante, deve-se considerar a movimentação. O padrão da maioria dos vibradores é que eles se movimentem de acordo com a intensidade de suas vibrações.

No entanto, existem alguns modelos que conseguem realizar movimentos diferenciados; os circulares, os quais possuem a ponta giratória, estimulando a área interna da vagina, e os “vai e vem”, que simulam o movimento de penetração da relação sexual.

A maneira mais eficiente de saber como escolher um vibrador é considerando qual utilidade ele terá. Cada vibrador possui uma estimulação diferente, que se adéqua a situações diferentes. Por essa razão, é essencial levar em conta os fatores listados acima.

Agora que você já aprendeu a escolher o seu vibrador, entre em contato conosco para receber um atendimento personalizado!

[uam_ad id=”736″]