Se você chegou até aqui, provavelmente está interessado em diversificar as maneiras de fazer sexo, certo? Pois antes de mais nada, saiba que a cinta peniana é um brinquedo erótico feito para penetração anal ou vaginal, prologando o período de prazer durante a relação.

Mulheres lésbicas, héteros e inclusive homens podem utilizar esse item: basta ter disposição de se abrir a novas experiências! Os principais tipos são os de alça dupla, tanga, calcinha/sunguete e sem cinta.

O uso da cinta peniana é interessante para apimentar o relacionamento de pessoas dos mais diversos estilos e orientações sexuais. Ao longo do artigo, vamos contar tudo o que você precisa saber sobre a cinta. Confira!

1. Preste atenção nos tamanhos da cinta peniana

Para colocar a cinta peniana “na roda”, é preciso prestar bastante atenção nos formatos e tamanhos disponíveis — sim, são muitos! Trata-se de um dos principais erros de iniciantes, que costumam comprar a cinta de um tamanho e a prótese de outro. Resultado: não cabe.

Além de ser desconfortável, essa situação pode causar problemas para o/a parceiro/a. Se ficar largo, o pênis não tem sustentação, dificultando o trabalho da pessoa que deve comandar os quadris.

Ao contrário, em caso de aperto, a prótese fica rígida demais, podendo machucar a outra pessoa. Por isso, a dica é priorizar as cintas de tiras ajustáveis, pois ambos usam e o ajuste de tamanho passa a ser bem mais fácil.

2. Não deixe o lubrificante de fora

Cinta peniana rima com? Lubrificante! Não, não rima, mas deveria rimar, já que um sem o outro não é uma boa escolha!

O pênis de borracha pode ocasionar irritações na vagina/ânus, portanto é muito importante investir no lubrificante e na camisinha para garantir conforto. Nessa hora, lembre-se dos tópicos para escolher um produto que não reaja com o material do brinquedo e da camisinha. Pênis de silicone e preservativos devem ser usados com lubrificante à base de água, ok?

3. Faça a higienização correta da cinta peniana

A higienização da cinta e da prótese é essencial para evitar contaminação por fungos e bactérias. Existem diversos produtos específicos que não estragam o material do brinquedo e entregam alta eficiência.

O ideal consiste em limpar logo após o término da relação. Além disso, em caso de troca de papéis, ou seja, se o/a parceiro/a usar a cinta peniana depois de você, é imprescindível lavar a prótese antes de recomeçar a atividade sexual. Isso impede o contágio por doenças sexualmente transmissíveis.

4. Não desista na primeira tentativa do uso da cinta peniana

Só alcança a perfeição quem se dedica no treinamento. Se é a primeira vez que experimenta a cinta peniana — e você vai vesti-la —, tenha em mente que nem sempre é confortável, principalmente quando falamos das presilhas laterais. Elas podem ser desconfortáveis até pegar o jeito depois de comprar cinta peniana.

Por isso, o melhor caminho envolve persistência e diálogo com sua parceira ou parceiro. A utilização de aditivos sexuais deve ser divertida e prazerosa, portanto sempre converse e nunca desista!

A cinta peniana é um ótimo complemento para o sexo. Dupla penetração, penetração entre mulheres, inversão de papéis… deixe a imaginação fluir, pois ela é o limite para quem quer prazer sexual!

E aí, gostou das dicas? Entre em contato com a nossa equipe e saiba como fazer parte do time de revendedores!

Powered by Rock Convert